DONATE

Fraude como performance política

Fraude como performance política

Coordenadora:
Patricia Ybarra, Professora Assistente, Brown University

Devido aos recentes casos supostos e de fato de fraude eleitoral no México e Estados Unidos, este Grupo de Trabalho gostaria de considerar a performance da fraude na esfera pública como "política do corpo".

Este seminário levantará as seguintes questões: Como a fraude é encenada diferentemente na esfera pública e dentro do discurso legal? Como a performance intervem na fraude política, e, alternadamente, como a fraude pode ser visível ou invisível através da performance? De que maneira as diferentes formas de mídia criam fraude? Como nossas Histórias nacionais, regionais e locais determinam como entendemos a fraude? A fraude é "sempre performance"? O que está em jogo ao "gritar fraude" em democracias em desenvolvimento, estabelecidas ou contestadas?

Procuramos agrupar uma gama de acadêmcios, artistas e ativistas para pensar a fraude como performance. O Grupo está principalmente interessado em convocar acadêmicos de Ciência Política, Estudos da Performance e Estudos Legais assim como ativistas, jornalistas e artistas para que assim possamos explorar as muitas diferentes definições de fraude num discurso político e prático, de uma vasta gama de opiniões através das Américas.

Este Grupo está definido como um grupo de leitura dinâmica e de discussão, um "planejamento detalhado" performativo. Intervenções performáticas são bem-vindas, trabalhos escritos curtos, manifestos ou coisa parecida, mas a ênfase estará no diálogo. Durante o seminário, além das leituras de fontes de fora do grupo, examinaremos um número seleto de casos (trabalhos formais, intervenções performáticas, manifestos, casos legais, demonstrações de oficinas) como parte de nosso trabalho. Pedimos aos participantes -- mas não é algo obrigatório -- que apresentem casos como parte do seminário.