DONATE

Performance e multiculturalismo: tradições e transformações na poética e política dos corpos

Hemi-2007_0152SM

Performance e multiculturalismo: tradições e transformações na poética e política dos corpos

Coordenadora:

Silvia Citro e grupo: "Corpo e multiculturalismo nas práticas sócio-estéticas (Universidad de Buenos Aires - Universid Nacional de Rosario)

Resumo:

Devido aos processos globais e multiculturais associados ao pós-modernismo, é possível apreciar a difusão das técnicas do corpo, drama e dança ligadas às tradições performáticas não-ocidentais, como as Orientais, Africanas e Ameríndias. Quando estas práticas são aprendidas em contextos culturais urbanos, os artistas normalmente se re-socializam em gestos corporais e representações diferentes do seu próprio habitus, especialmente porque essas tradições geralmente envolvem abordagens holísticas que re-definem as experiências corpo-mundo. Este Grupo explorará as conseqüências que estas práticas de treinamento e formação têm sobre as subjetividades dos artistas. Uma das perguntas principais é se estas "outras" poéticas corporais são capazes de transformar a política do corpo atual. Em outras palavras, pode a re-apropriação das tradições das performances orientais, africanas e indígenas mudar os corpos daqueles que as praticam em contextos culturais urbanos, não sendo familiares com essas tradições? E se assim for, em que sentido estas práticas podem re-moldar a hegemonia do dualismo Cartesiano e a política do corpo da vida diária urbana? A produção de outros modos perceptivo-gestual-cinético pode induzir a criação de novos significados sócio-culturais e valores nas relações inter-subjetivas? Ou, pelo contrário, se inclinam aos modos que asseguram o Narcisismo pós-moderno? Finalmente, propomos uma discussão crítica sobre os efeitos do exotismo e os processos neo-colonialistas da poética performática sobre os "Outros culturais" engajados nestas apropriações. A apresentação das experiências de pesquisa ou performances criarão uma atmosfera propícia para a discussão do impacto das tradições performáticas não-ocidentais em diferentes contextos culturais das Américas.

Biografia:

Antropóloga da Universidad de Buenos Aires e pesquisadora do Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET), Argentina. Professora dos programas de Antropologia e Artes pela Faculdade de Filosofia e Letras, UBA.