DONATE

Lembre-se de Mim, Lorde (1983) Photo/Foto: Edward Cohen
  • Título: Do Lord Remember Me
  • Holdings: photo gallery, video (HIDVL)
  • Duração: 01:29:44
  • Idioma: English, Spanish
  • Data da performance: 1983
  • Lugar: Southwest Hampden Theater in Amherst, Massachusetts
  • Type/Format: play
  • Cast/Performers: First Actress: Gloria Bankston, Slave, Nat Turner, Solider: Leroy Blair, First Actor: Mangold Washington Jr, Second Actor: Richard Ammons, Second Actress: Felicia Thomas
  • Credits: Director: Roberta Uno Thelwell, Musical Director: Horace Clarence Boyer, Set Design: Sarah D. Stauderman, Assistant Set Designer: Alyson Hui, Costume Design: Miriam Hinkson; Dana Woods, Costumes and Properties: Ingrid Askew; Ynez Boyd, Assistant to Costume Designer: Belissa Rivera, Technical Director/Lighting: Marc Olivere, Stage Manager: Stefan Rutherford; Monique Dees, Assistant Stage Managers: Karen Blake; Bridget Chin, Lighting Board Operator: Voncille Ross; Lee Hammond, Make up: Rosemary Graham, Make up assistants: Dale Gadsden; Celina Leiti Cavalcanti, Poster design: Ron Taylor, Crew: Karen Banks; Heidi Jones; Philipa Pinkard; Cheryll Rothery; David Berglund; Mark C. Riley; Christine Blackett; Paul Curtis; Donna-Marie Samules; Brian Shea; Michael Shinnick; Daniel Vogler; William Webber; Shelly Johnson; Keith Johnson; Karen Klein; Jeannie Collins; Voncille Ross; Carlos James; Maura O’Leary, Camera: Chris Hurley; Erik Peirce; Phil Schinman, Audio: Christopher Heespelink, Videotape engineer: Philip Schinman, Produced and directed by: Mark Chesak

Lembre-se de Mim, Lorde (1983)

A peça ‘Do Lord Remember Me’ (‘Lembre-se de Mim, Lorde’), dirigida por Roberta Uno, enfoca as memórias dos ex-escravos na Virgínia. A peça de John De Jongh foi o veículo perfeito para reunir o teatro e a música, com a colaboração do professor de música da Universidade de Massachusetts Horace Boyer e com a participação de um elenco composto por membros da comunidade de Amherst. As memórias dos ex-escravos, gravadas em entrevistas conduzidas nos anos 30, constituem a matéria prima desta peça teatral. As falas e o diálogo desta peça são as palavras de mulheres e homens negros, em torno dos seus oitenta e noventa anos de idade, que relembram a sua experiência da ‘instituição peculiar’ como aconteceu com eles há quase uma vida inteira atrás. Os personagens na peça adotam personalidades diferentes, contando as estórias/histórias das experiências dos outros escravos e expressando as opressões de servir ao exército, dos relacionamentos interraciais e da dinâmica de poder social entre negros e brancos. Em meio a esses horrores, a fé os amparou e infundiu neles o desejo de sobreviver, sempre agarrando-se à promessa de que no futuro eles seriam livres: ‘Em meu caminho aos céus, Lorde, lembre-se de mim… lembre-se Lorde, lembre-se Lorde, lembre-se de mim, Lorde’.

icon Do Lord Remember Me Program (23.67 MB)


Image Gallery

Video

Permanent URL: http://hdl.handle.net/2333.1/dv41ntr7