DONATE

Projeto 2050: Umoja  (2000) Photo/Foto: HIDVL
  • Título: Project 2050: Umoja
  • Holdings: video (HIDVL)
  • Duração: 00:04:57
  • Idioma: English
  • Data da performance: 2000
  • Lugar: University of Massachusetts, Amherst
  • Type/Format: performance
  • Cast/Performers: Keith Bailey, Tiffany Cambell, Cristina Delgado, Damaris Delgado, MJ Donoghue, Jamille Hazard, Aisha Jordan, Hao Pham, Andre McPherson, Nuk Thann, Mikiko Thelwell, performers.
  • Credits: Millicent Johnnie and Metta Dael, creators; Yiannis Astor; David Ortiz; Hao Pham; Jessica Robles, collaborators; Steven Sapp; Mildred Ruiz; Roberta Uno, collaborators.

Projeto 2050: Umoja (2000)

Um dos legados artísticos do New WORLD Theater é o Projeto 2050, uma iniciativa de arte juvenil de vários anos, contruída sobre a projeção demográfica que as pessoas de cor se tornariam maioria nos Estados Unidos até o ano de 2050. O programa reuniu artistas profissionais, comunidades de jovens de Massachusetts, acadêmicos e ativistas comunitários para travar um diálogo cívico e criar performances originais, baseadas em temas que abordam os sonhos e preocupações dos jovens performers. As performances foram criadas a partir de oficinas, incluindo dramaturgia, poesia, breakdancing, batuques, beat boxing, lirismo, canto, composição musical, sapateado e arte visual. Em 'Umoja,' jovens membros do Projeto 2050 apresentam monólogos que exploram diversas questões sociais, desde temas como a imigração até a liberação feminina. O uso de diferentes idiomas une suas raízes e seu futuro, posicionando esses jovens entre a tradição e a futuridade. Diversas estórias viajam através das individualidades à história de comunidades inteiras: um jovem performer reflete sobre a sua experiência como imigrante vietnamita buscando o ‘sonho americano’. Outro jovem performer discute sua identidade interracial de uma perspectiva colombiana. Outro jovem performer apresenta os seus pontos de vista sobre o feminismo da ‘perspectiva de uma menina escura’. Dentre todas essas diversas batalhas e sonhos, há pontos de convergência e similaridades que estabelecem as bases para um futuro melhor. Portanto, a performance termina com os performers coletivamente dançando e cantando harmoniosamente na sua diversidade.


Video

Permanent URL: http://hdl.handle.net/2333.1/g79cnrq9