DONATE

Você está aqui:Coleções Especiais»HIDVL Perfis de artistas»Yuyachkani»Yuyachkani: Entrevistas»Entrevista com Teresa Ralli (2000)
Entrevista com Teresa Ralli (2000)
  • Título: Interview with Teresa Ralli
  • Alternate Title: Interview with Teresa Ralli (Grupo Cultural Yuyachkani)
  • Data da performance: July 2000
  • Lugar: Interviewed in Rio de Janeiro, Brazil, as part of the First Annual Hemispheric Institute Seminar and Conference
  • Interviewee: Teresa Ralli
  • Interviewer: Diana Taylor, Marlène Ramírez-Cancio, Jill Lane
  • Duração: 00:59:00
  • Idioma: espanhol

Entrevista com Teresa Ralli (2000)

Entrevista com Teresa Ralli, membro fundador do Grupo Cultural Yuyachkani, conduzida por Diana Taylor durante o primeiro Encuentro do Instituto Hemisférico de Performance e Política, realizado em julho de 2000 no Rio de Janeiro, Brasil. Ralli discute o papel da mulher no Yuyachkani, no contexto das questões relativas à política e ao gênero no Peru. Dentre os temas abordados estão o papel da mulher na sociedade, a dificuldade de ganhar a vida como profissional do sexo feminino atuante no teatro e como o trabalho das mulheres artistas no Yuyachkani lhes oferece um espaço para a auto-reflexão acerca desses papéis e também o espaço para jogar com eles, para desafiá-los. Para a artista, o teatro tem sido um espaço para o crescimento pessoal, exploração da estética e intervenção social. Teresa fala sobre a interação entre as oficinas do Yuyachkani com as mulheres peruanas (lidando com questões de sensibilidade, consciência corporal e memória), as suas performances teatrais e o seu ativismo político no Peru, ambos em relação ao funcionamento interno do Yuyachkani e sua audiência. Ela comenta sobre o Encuentro Nacional de Actrices (uma conferência/evento que reuniu diversas artistas performáticas peruanas); a comemoração do Primer Festival Teatro Mujer (o primeiro grande festival de teatro feminino no Peru); o ambiente criativo e político envolvendo a criação da peça inteiramente feminina do Yuyachkani “La primera cena” (dirigida por Ralli); e o papel que a mulher peruana desempenha na criação e performance da sua peça para uma mulher só, entitulada “Antígona”.


Video